1

Crase: bela ou fera?

A crase é assim algo que nos deixa sempre na dúvida quanto a sua aparição. O acento indicativo de crase (`) é um terror. Porém, não tão alarmante assim quando se sabe de uma regrinha básica – e única – para que seu uso seja rápido, indolor e correto.

Trata-se de saber encontrar dois ‘a’ seguidos na frase. Parece uma visão simplista – como dirão meus colegas –, porém sua essência é essa: a junção de dois ‘a’ – a + a = à. Basta saber disso que se obtém sucesso no julgamento do uso da crase.

Sendo assim, resta-nos saber diferenciar uma preposição de um artigo ou pronome., pois saberemos exatamente quais palavras pediram esses ‘a’.

Vejamos:

  • o ‘a’ será preposição, quando um verbo ou um nome solicitarem sua presença para que se unam elementos oracionais. Ex.: quem é apto é apto A; quem se refere se refere A.
  • o ‘a’ será artigo, quando determinar o substantivo, estiver ligado a ele. Ex.: A questão é essa.; Ela fez A medida certa.
  • O ‘a’ será pronome, quando substituir um substantivo, estiver no lugar de um nome. Ex.: Ela é igual À (= aquela, = “menina”) que eu vi na rua.

Crase a Bela ou a Fera?

Agora que sabemos diferenciar os ‘a’, vamos às análises da crase:

 

Fomos (a+a) à festa ontem.

 

Referia-me (a+as) às pessoas de bem.

 

Chegamos (a+ ?) a uma cidade desconhecida.

 

Chegaremos (a+?) a casa mais cedo.

 

Chegaremos (a+a) à casa de vinhos.

 

Visitei (?+a) a casa de vinhos.

 

Em: “Há ainda duas maneiras de se tornar príncipe, que não podem ser atribuídas exclusivamente à sorte ou ao merecimento.” Cespe/UnB

 

Pode-se retirar o acento de crase, pois quando o usamos, indicamos uma sorte específica, determinada pelo artigo A; quando não o usamos, indicamos que se diz de uma sorte qualquer, generalizada, sem a presença de A.

Porém, deve-se ter o cuidado de também se retirar o artigo O de ‘merecimento’ para se indicar a coerência das ideias apresentadas com os dois elementos de referência enumerativa, assim se preservam o sentido e a correção do período.

Na próxima dica, veremos mais nuances do uso desse sinal.

 Prof. Diego Amorim

 

admin

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *