0

Crase – Super Sacada – Parte II

Para o CESPE, a crase sempre é cobrada dentro de seu processo de formação. Então, fique atento, porque a pergunta gira em torno de de onde vem os ‘a’. Sempre se pergunta se o ‘a’ preposição vem de uma palavra e o ‘a’ artigo está relacionado a outra palavra.

Basta ficar atento para saber qual palavra pediu a preposição. Quando uma expressão, seja ela verbo ou nome, pede um ‘a’, esta ‘a’ é preposição – une dois termos, sendo solicitado por um verbo ou um nome. Já o artigo ‘a’, deve estar ligado a uma palavra que possa receber o ‘a’ como artigo, geralmente uma palavra feminina.

O CESPE tem a mania de perguntar duas ou três elementos diferentes no mesmo item. Portanto, quando a pergunta for se o sinal indicativo de crase pode ser retirado, você deve verificar se a retirada do sinal de crase altera o sentido, porque se o sentido for alterado, necessariamente o sinal não poderá ser retirado.

Cuidado: poder retirar o sinal de crase é uma possibilidade gramatical. Muitas vezes, o sinal pode ser retirado sem que se fira a correção gramatical, ou porque a preposição é facultativa ou o ‘a’ artigo é facultativo. Assim, gramaticalmente estará correta a retirada do sinal de crase, mas às vezes o sentido é alterado, aí dependerá da pergunta que o item faz.

Vamos aos exemplos:

 

  1. Na linha 1, o emprego do sinal indicativo de crase em “à privacidade” deve-se à presença do substantivo “direito”, cujo complemento deve ser introduzido pela preposição a e, como o núcleo desse complemento é um substantivo feminino determinado pelo artigo feminino a, este deve receber o acento grave.

 

l.1 – O direito à privacidade já desapareceu faz tempo no mundo em que vivemos.

 

QUESTÃO CORRETA, pois quem tem direito tem direito A, somando ao A de privacidade, tem-se o sinal de crase.

 

  1.  Mantendo-se a coerência e a correção gramatical, o emprego do sinal indicativo de crase em “chegarmos à conclusão” (l.41) é facultativo.

 

l.41 – Se, mesmo após reflexão, chegarmos à conclusão de que temos de tomar o empréstimo, isto é, de encarar a perda, 43 nosso segundo passo será tentar minimizar essa perda, procurando melhores taxas de juros.

 

QUESTÃO ERRADA, pois o sinal de crase é obrigatório porque os dois ‘a’ são obrigatórios. Quem chega chega A somado ao A artigo de conclusão.

 

  1.    Na linha 2, o emprego do sinal indicativo de crase em “às suas” justifica-se porque o termo “vinculadas” exige complemento regido pela preposição a e o pronome possessivo “suas” vem antecedido por artigo definido feminino plural.

 

l.1, 2… – As operadoras de planos de saúde deverão criar ouvidorias vinculadas às suas estruturas organizacionais. A determinação é da Agência Nacional de Saúde Suplementar 4 (ANS) em norma que será publicada no Diário Oficial da União.

 

QUESTÃO CORRETA, pois a palavra vinculadas pede preposição A e o pronome suas vem precedido de ‘as’, portanto crase obrigatória.

 

Forte Abraço e até a próxima Super Sacada.

Prof. Diego Amorim

 

 

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *